Fórmula 1 arrisca ao aumentar o calendário com mais corridas, diz Wolff

terça-feira, 6 de fevereiro de 2018 às 12:22

Toto Wolff

Toto Wolff, da Mercedes, quer que a Fórmula 1 limite o seu número máximo de corridas a 21 rodadas, enquanto ele se prepara para a temporada mais longa da categoria.

A F1 aumentou para 21 corridas para a temporada de 2018 com o retorno do GP da França e da Alemanha, mas perdeu o GP da Malásia depois que seu contrato expirou no ano passado. O número total de corridas coincide com o máximo histórico de 2016, que também teve 21 corridas, mas o calendário de corridas da F1 poderia continuar a expandir-se como parte dos planos da Liberty Media.

Relatos surgiram no ano passado sobre o calendário aumentando para 25 corridas, mas o chefe da Mercedes, Wolff, pediu um limite em 21 corridas. Wolff acredita que mais corridas arriscariam “a diluir a exclusividade” de cada corrida e, portanto, desvalorizar a categoria como um todo.

“Eu não acho que devemos ir além de 21 corridas porque é simplesmente diluir a exclusividade do evento”, disse Wolff. “É algo que estamos olhando para frente pensando ‘tudo bem, ótimo, vamos fazer 21 ou mais’, mas no ano passado tivemos 20 corridas e já foi muito difícil para a organização, então isso é o que eu vejo como o limite”.

“É muito difícil para a equipe porque não só você está fazendo 21 corridas, mas todos nós também temos um dia de trabalho normal. É bastante estressante para a organização e muito estressante para os indivíduos também”.

IB - www.autoracing.com.br

Tags
, , , , , , , , , ,

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.