F1 – Zandvoort agora é a única opção para reviver o GP da Holanda

segunda-feira, 4 de março de 2019 às 12:28

Largada do GP da Holanda em 1985

A Fórmula 1 não considera Assen um candidato “adequado” para um GP da Holanda e Zandvoort é a única opção para o renascimento da corrida, de acordo com o conselho esportivo da Holanda.

Zandvoort e Assen fizeram lobby por uma possível corrida de Fórmula 1 em 2020, com a antiga sede do GP Zandvoort garantindo um acordo de exclusividade com o campeonato que expira no final deste mês.

Assen, que vai receber a MotoGP e DTM nesta temporada, tem sido considerado um back-up pronto se Zandvoort não conseguir o financiamento.

No entanto, o NLsportraad publicou uma carta aberta ao parlamento holandês, ministro do esporte e vice-ministro de Assuntos Econômicos – assim como as cidades, circuitos e províncias de Zandvoort e Assen, além da Fórmula 1.

Informado por conversas com ambos os circuitos e FOM, afirma que Assen não é uma opção, e está implorando ao governo nacional para ficar dar suporte à corrida em Zandvoort, que realizou o último GP da Holanda em 1985.

Na carta, publicada na segunda-feira, o presidente do conselho esportivo Michael van Praag e o secretário geral Mariette van der Voet escrevem: “O contato direto entre a NLsportraad e o gerente responsável da FOM deixou claro que o circuito Zandvoort é o único candidato na Holanda adequado para organizar uma corrida de Fórmula 1 nos Países Baixos por causa da história e da proximidade das grandes cidades e aeroportos”.

“A FOM afirmou que a única possibilidade da corrida de Fórmula 1 ser concedida à Holanda é se o caso comercial de Zandvoort estiver concluído a tempo dos prazos discutidos”.

Isso se segue após uma declaração do governo no mês passado de que o apoio financeiro não seria fornecido para apoiar um GP da Holanda.

[the_ad id=”237860″]

IB - www.autoracing.com.br

Tags
, , , , , , , , , , , ,

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.