F1 – Wolff: Título de 2013 nunca esteve ao alcance da Mercedes

sexta-feira, 3 de janeiro de 2014 às 15:55

Mercedes AMG Petronas F1 Team

Conteúdo patrocinado por: selopatrocinio

A Mercedes nunca acreditou realmente que poderia ganhar o campeonato de 2013 da Formula 1, disse o chefe da equipe, Toto Wolff. Para a maior parte da primeira metade da temporada, a Mercedes tinha o carro mais rápido na F1 sem dúvida, com Nico Rosberg e Lewis Hamilton dominando regularmente a qualificação. Embora em ritmo de corrida fosse mais difícil de manter, a dupla ainda ganhou três corridas entre eles.

Mas perguntado se ele honestamente sentiu que o campeonato era uma meta realista, Wolff respondeu: “Não, nunca. O campeonato nunca foi para nós”.

“Nós não tínhamos sustentação suficiente para os resultados. Nós tivemos picos onde éramos muito bons – nós tivemos um em Mônaco porque trabalhamos muito bem no fim de semana. Mônaco também foi uma corrida muito boa para a equipe, com Nico – numa corrida que era sua – ditando o ritmo na frente”.

“E se Lewis não tivesse cometido um erro e conseguisse diminuir o tempo perdido atrás do safety car, então teríamos acabado em P1 e P2. A mesma verdade se aplica para Silverstone e Hungaroring. Foram corridas excepcionais dos rapazes, Lewis teria vencido Silverstone se não tivesse parado e em Hungaroring a corrida foi toda dele”.

Wolff admitiu que em outros fins de semana a Mercedes não conseguiu aproveitar a maioria de suas chances. Mas disse que era aceitável nesta fase de desenvolvimento da equipe, com quatro anos de projeto, que começou quando a Mercedes assumiu a equipe Brawn no final de 2009.

“Nós fizemos as coisas corretas nestes fins de semana vencedores, mas nunca conseguimos acertar em todos os fins de semana”, disse Wolff.

“Mas está certo. Agora será um constante progresso para a equipe e é a maneira que deve ser”.

 

IB - www.autoracing.com.br

Tags
, , , , , , , , ,

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.