F1 – Wolff: Mercedes deve continuar aplicando pressão na Ferrari

quarta-feira, 10 de abril de 2019 às 11:50

Mattia Binotto e Toto Wolff

O chefe da Mercedes, Toto Wolff, acredita que o considerável déficit de ritmo que sua equipe sofreu com a Ferrari de “até vários décimos” significa que deve pressionar para forçar os erros de seus rivais pelo título mundial da Fórmula 1.

Wolff descartou a atual classificação do Campeonato Mundial de F1, que mostra que a Mercedes teve um começo quase perfeito para 2019, com dobradinha consecutiva nas duas primeiras rodadas, e admite que a Ferrari detém o pacote mais rápido do grid este ano.

Enquanto o diretor da equipe da Mercedes pediu à sua equipe para continuar seus próprios desenvolvimentos, ele também quer que sua equipe mantenha a pressão sobre a Ferrari para forçar os erros.

“Duas corridas na temporada de 2019, pode parecer que estamos em uma posição forte”, disse Wolff. “Temos 87 pontos, apenas um abaixo da pontuação máxima. Mas a classificação dos construtores não conta a história completa”.

“A verdade é que não fomos tão rápidos quanto nossos concorrentes diretos durante as eliminatórias e a corrida no Bahrain. A Ferrari foi consideravelmente mais rápida nas retas e isso totalizou vários décimos em torno de uma volta”.

“No entanto, diz o ditado que ‘para terminar em primeiro lugar, primeiro você tem que terminar’ e a combinação de performances sólidas da equipe, confiabilidade de nossos sistemas e uma forte movimentação de nossos pilotos nos garantiram a dobradinha”.

[the_ad id=”237860″]

IB - www.autoracing.com.br

Tags
, , , , , , , , , ,

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.