F1 – Wolff detona rumores “sem fundamento” de saída da Mercedes

quarta-feira, 7 de junho de 2017 às 13:01
Toto Wolff

Toto Wolff

A Mercedes repudiou as sugestões do ex-chefe de equipe, Eddie Jordan, de que poderia sair da Fórmula 1 após a temporada de 2018.

Jordan, agora um comentarista de televisão, sugeriu à mídia alemã que a Mercedes voltaria a ser apenas uma fornecedora de motores após dominar os primeiros três anos da era turbo da F1.

Ele afirmou que tomaria essa decisão se estivesse chefiando a Mercedes e disse que em Mônaco ele colocou essas opiniões para o chefe da Daimler, Dieter Zetsche, que “não deixou a impressão de que estavam erradas”.

Na quinta-feira, o chefe da Mercedes, Toto Wolff, negou com veemência a história.

Ele rotulou as reivindicações de Jordan como “sem fundamento” e insistiu que a equipe tem compromisso para permanecer na Fórmula 1 até o final de 2020.

“Mônaco é um lugar onde as pessoas gostam de festejar e parece que alguém fez um pouco demais disso”, disse Wolff em um comunicado.

“Os relatos são completamente infundados e não refletem nada além da especulação maliciosa de uma pessoa”.

“A Mercedes tem contratos firmes por sua participação na Fórmula 1 até o final de 2020 – e está atualmente em discussões sobre o próximo ciclo competitivo com os novos proprietários da categoria”.

IB - www.autoracing.com.br

Tags
, , , , , , , , , , , ,

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.