F1 – Williams admite que precisa entender os pneus macios

quarta-feira, 15 de abril de 2015 às 13:52

Williams

A Williams precisa entender por que tem tido dificuldades para fazer os pneus macios funcionarem, se quiser desafiar a Mercedes e Ferrari, diz Rob Smedley.

Embora a Mercedes e Ferrari corressem com os pneus macios em dois stints na corrida, a Williams foi incapaz de fazê-lo porque os seus dados mostraram que não poderia fazer o composto durar o tempo suficiente.

Como resultado, a Williams foi forçada a usar os pneus médios mais lentos para o stint mais longo, onde Felipe Massa e Valtteri Bottas perderam mais tempo.

“O ponto principal foi que as duas equipes na nossa frente no campeonato foram capazes de usar os macios no segundo stint”, disse Smedley. “A degradação dos nossos pneus no final do primeiro stint foi grande o suficiente para não usarmos esse pneu novamente”.

Bottas disse que a Williams também teve dificuldades com o pneu médio e poderia ter problemas novamente no Bahrain, onde os macios e médios serão usados.

“Tivemos dificuldades com superaquecimento dos pneus médios porque a faixa de trabalho para eles é muito estreita”, disse Bottas.

Mas Smedley disse que todas as equipes tinham dificuldades com este composto.

“Acho que o superaquecimento dos médios é uma característica desse pneu”, disse ele. “Se você olhar para o nosso ritmo no final da corrida com a Ferrari, quando estávamos ambos com pneus médios, era, na verdade, muito parecido”.

“Então, não acho que estamos superaquecendo os médios pior do que qualquer outra equipe”.

IB - www.autoracing.com.br

Tags
, , , , , , , , , , , , , ,

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.