F1 – Vettel não gostou das mudanças na superlicença

quarta-feira, 24 de junho de 2015 às 12:19

Sebastian Vettel

Sebastian Vettel da Ferrari não tem certeza se a F1 tomou a decisão correta com suas mudanças planejadas para a superlicença para 2016.

Sob as novas regras, os pilotos deverão ter 40 pontos ao longo de três anos de corridas em categorias juniores para se qualificar para uma licença.

Um campeonato revivido de Fórmula 2 vai oferecer o máximo de pontos, com 60 em oferta para o vencedor, seguido da GP2 (50) e FIA Fórmula 3 Europeia (40).

A Fórmula Renault 3.5 recebeu surpreendentes 30 pontos, atrás do Campeonato Mundial de Endurance (40) e da Indy (40), e nivelada com a GP3.

Quando perguntado se Fórmula Renault 3.5 estava sendo desvalorizada, Vettel disse: “Eu acho que deveria ser melhor apreciada, mas também não vejo a razão pela qual os jovens pilotos tem que marcar pontos”.

“Acho que está claro que quando alguém está pronto, ele tem talento para dar o passo. Não importa de onde ele vem, se da Fórmula 3, da Fórmula Renault ou GP2. Eu acho que é apenas mais uma coisa implantada para ajudar (a tornar as coisas mais) confusas”.

O atual campeão da Fórmula Renault 3.5 Carlos Sainz, que agora está correndo com a Toro Rosso, concordou que a série merece mais pontos.

“Comparando minha experiência no ano passado e este ano, só posso dizer que a FR3.5 me preparou muito bem para a F1”, disse Sainz. “É um carro muito rápido, especialmente a última especificação, tem muito downforce, e senti que quando entrei na F1, eu estava pronto”.

“Gostaria que tivesse mais pontos, certamente”.

IB - www.autoracing.com.br

Tags
, , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.