F1 – Vantagem de peso dos pilotos mais baixos acabará em 2019

quinta-feira, 18 de outubro de 2018 às 12:29

Pilotos da Fórmula 1

A Fórmula 1 introduzirá novas regras estabelecendo um peso mínimo de piloto em 2019. O objetivo é nivelar o campo de jogo entre os pilotos mais leves e mais baixos da F1. A diferença de peso entre os dois pode chegar a 17 kg.

Como as equipes de F1 geralmente são capazes de construir carros que são mais leves que o limite mínimo de peso, isso não significa que os pilotos mais pesados atualmente têm que carregar mais peso. Todos os carros dos pilotos têm lastro adicionado para atender ao limite mínimo de peso.

Mas, como os pilotos mais baixos precisam adicionar mais lastro, eles podem posicionar isso em um local que é melhor para a distribuição de peso do carro. Isso os coloca em vantagem sobre os pilotos mais pesados.

Como os pilotos mais pesados geralmente carregam mais peso porque são mais altos, essa é uma desvantagem que eles não podem superar. Mas uma mudança de regras para a temporada de 2019 da F1 visa mudar isso.

A partir do ano que vem, a FIA estabelecerá o peso de cada piloto, além do assento e de outros equipamentos de direção, na primeira corrida do ano. Aqueles que pesam menos de 80 kg terão que carregar o lastro, elevando-os a este nível mínimo. Isso fará parte do limite de peso mínimo geral do carro de 740 kg.

As novas regras da F1 são semelhantes àquelas que foram usadas em outros campeonatos por muitos anos.

O delegado técnico da FIA pode ordenar que um piloto seja pesado novamente a qualquer momento durante o campeonato. Isso deve evitar que os pilotos tentem obter uma vantagem aumentando artificialmente sua massa quando eles são pesados pela primeira vez, depois correndo abaixo do limite mais tarde.

Esta foi uma fonte de controvérsia quando regras semelhantes foram usadas no passado. Em 1995, uma nova regra exigia que os pilotos fossem pesados antes do início da temporada. Alguns pilotos pesaram sensivelmente mais do que no final do ano anterior.

O aumento mais extremo foi o do atual campeão mundial Michael Schumacher, que pesou 8 kg a mais que no final da temporada anterior. Schumacher insistiu que seu aumento de peso foi devido a um novo regime de treinamento, embora após a primeira corrida seu peso tenha retornado ao seu nível anterior.

Quer concorrer a uma réplica do capacete do Ayrton Senna? Clique AQUI e palpite sobre quem vai vencer o GP dos EUA de Formula 1 no dia 21 deste mês!

IB - www.autoracing.com.br

Tags
, , , , , , , ,

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.