F1 – Tost: “Um ano extra na Toro Rosso ‘teria ajudado’ Kvyat”

segunda-feira, 1 de junho de 2015 às 15:14

Daniil Kvyat

O difícil começo de Daniil Kvyat com a Red Bull este ano foi o resultado da sua limitada quilometragem na F1 em vez de uma falta de talento, diz seu ex-chefe da Toro Rosso, Franz Tost.

O piloto russo desabrochou em Mônaco, quando conseguiu seu melhor resultado na carreira, com um quarto lugar. Antes desta corrida, Kvyat estava sob a pressão de seus chefes para apresentar resultados, pois não conseguia ameaçar Daniel Ricciardo o suficiente.

Enquanto Tost reconhece que a promoção de Kvyat à Red Bull provavelmente veio um ano mais cedo, ele acha que não deve haver dúvidas que o piloto tem o que é preciso para ter sucesso.

Tost acredita que o maior obstáculo que Kvyat enfrentou foi ter uma série de problemas de motor.

“Daniil é um piloto altamente qualificado e é claro que acho que um ano ou mais na Toro Rosso o ajudaria a estar melhor preparado para a Red Bull”, disse Tost. “Mas como a Red Bull este ano não está lutando pelo campeonato, isso é outro assunto”.

“No entanto, ele está fazendo um trabalho razoável. Não é um problema de seu estilo de pilotagem, o seu principal problema foram tantas falhas técnicas que não foi capaz de testar o carro, que era muito pouco confiável”.

“Portanto, não poderia ajustar o carro de maneira adequada. Ele não pôde ter confiança e isto não é fácil. Estou convencido de que se fizer voltas suficientes, se tiver confiança no carro, nos ajustes e tudo o mais, ele irá mostrar um desempenho muito bom”.

IB - www.autoracing.com.br

Tags
, , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.