F1 – Todt: FIA deve ter a palavra final sobre as regras no próximo Acordo de Concorde

quinta-feira, 23 de junho de 2016 às 13:46
Jean Todt

Jean Todt

O presidente da FIA, Jean Todt diz que a entidade que comanda o esporte deve dar a palavra final sobre as regras da F1 sob o próximo Acordo de Concorde em 2020.

Todt ficou sob fogo no início deste ano, quando a governança da F1 foi incapaz de reagir ao fracasso de um novo formato de classificação testado no GP da Austrália. Sendo impossível fazer uma simples mudança de regra através do complexo processo de tomada de decisões da categoria, a F1 ficou sem nenhuma escolha a não ser usar o mesmo formato de classificação na segunda rodada, no Bahrain.

Os atuais acordos comerciais que dividem a receita dentro da categoria e determinam a divisão do poder estão prestes a expirar em 2020. Todt ainda tem de decidir se ele vai ficar para um terceiro mandato como presidente da FIA, além de 2017, mas é claro sobre qual será o maior desafio esportivo para o órgão.

“Vai ser a renegociação do Acordo de Concorde, com um forte problema de governança”, disse ele.

A visão de Todt vê a FIA trabalhando em estreita colaboração com as equipes e o detentor dos direitos comerciais da F1 – atualmente representada por Bernie Ecclestone – mas tendo a palavra final sobre as mudanças de regras.

“Teremos discussões, e acho que é muito importante ter órgãos que estão participando para influenciar, mas no final tem que ser o órgão governante que está tomando a decisão, mas com o apoio muito forte do promotor , porque tem a responsabilidade de vender o show. Então, seria muito injusto dizer que vamos determinar o que e então o promotor vende o show”.

IB - www.autoracing.com.br

Tags
, , , , , , , , , , , , , , , , ,

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.