F1 – Todt: Começo da temporada 2020 ainda não é oficial

GP da Áustria

O início da temporada 2020 da Fórmula 1 ainda não é oficial, de acordo com Jean Todt, presidente da FIA.

Apesar de tudo indicar que a temporada começará na Áustria com “corridas fantasmas” consecutivas em julho, o governo ainda não aprovou o plano.

Depois disso, a intenção da categoria é ir para Silverstone. Porém, a quarentena obrigatória de 14 dias para viajantes internacionais imposta pelo governo britânico é um grande problema.

“Para todos os esportes de elite retornarem à TV, exceções devem ser concedidas”, declarou um porta-voz da F1. “Uma quarentena de 14 dias tornaria um GP da Inglaterra impossível neste ano. Além disso, isso tem um grande impacto em literalmente dezenas de milhares de empregos ligados à F1 e redes de fornecimento”.

Hockenheim, na Alemanha, é outro circuito europeu disposto a participar do plano das “corridas fantasmas”, mas ainda não fechou um acordo financeiro com a F1.

“Nós gostaríamos muito de ter uma ou duas provas. Gostaríamos de ter quatro”, disse uma fonte do circuito à Auto Motor und Sport. “Independente de termos ou não uma corrida neste ano, estamos orgulhosos pela F1 ter nos contatado apesar de não termos dado grandes lucros nos últimos anos”.

Todt admite que o plano da F1 de começar em julho ainda não é definitivo.

“No momento, a ideia é iniciar o campeonato mundial na Europa no começo de julho”, disse ele à Sky Sport da Itália. “Mas não há confirmação oficial. Nós teremos de analisar a evolução da pandemia e seguir as posições dos governos, cujas medidas podem afetar nossas decisões”.

“Considerando a situação, precisamos ser flexíveis. Nosso desejo é começar o quanto antes, mas assim como acontece com outros esportes, com certeza haverá condições totalmente novas visando priorizar a segurança de todos”, concluiu Todt.

Clique AQUI para fazer suas apostas esportivas

LS - www.autoracing.com.br

Tags
, , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.