F1 – Suspensão ativa pode retornar em 2021

GP da Bélgica 1993

A suspensão ativa, que foi banida na Fórmula 1 há 25 anos, pode retornar em 2021 como uma das várias partes padrão que todas as equipes devem usar, segundo o site RaceFans.

Uma proposta para introduzir partes prescritivas foi colocada para as equipes de F1 em uma reunião entre elas, Liberty Media e a FIA na sexta-feira em Mônaco.

Partes prescritivas são componentes padrão que todas as equipes devem usar, fornecidas por um fornecedor aprovado. Alguns exemplos desses já existem, como os medidores de vazão de combustível e o halo.

Mas uma gama mais ampla de peças sob prescrição está sendo considerada para 2021, a fim de reduzir custos. Elas envolvem áreas de desenvolvimento de carros onde há pouco desempenho a ser encontrado.

Os conjuntos de engrenagens, diferenciais, cubos dianteiros e traseiros, freios e eixos de transmissão também estão sendo considerados para inclusão na lista de peças prescritivas juntamente com a suspensão ativa.

A FIA baniu os sistemas de suspensão ativos no final de 1993 para reduzir custos e diminuir as velocidades nas curvas. Nos últimos anos, alguns chefes da equipe de F1 sugeriram a reintrodução da tecnologia em resposta a uma série de disputas sobre o projeto de suspensão.

As equipes recorreram a projetos de suspensão passiva cada vez mais sofisticados, como a suspensão interconectada dianteira-traseira, para controlar o balanço do carro. Um sistema de suspensão ativa padrão poderia oferecer uma solução de baixo custo, enquanto liberava as equipes de F1 para gastar seus orçamentos em outras áreas de desenvolvimento do carro.

Embora a FIA pretenda finalizar os regulamentos da unidade de potência de F1 para 2021 até o final do próximo mês, as discussões sobre outras áreas das regras técnicas deverão continuar na próxima temporada.

IB - www.autoracing.com.br

Tags
, , , , , , , , , , , , , ,

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.