F1 – Ricciardo não recolocou o volante para evitar eletrocussão

domingo, 31 de março de 2019 às 15:58

Daniel Ricciardo

Daniel Ricciardo não repôs o volante do seu Renault porque achou que seria perigoso depois de ter sido dito para não tocar em seu carro de Fórmula 1 para “evitar potencial eletrocussão”.

Ricciardo abandonou do GP do Bahrain com apenas algumas voltas restantes, relatando que seu carro havia desligado completamente quando ele se aproximou da primeira curva.

Ele foi convocado pelos comissários após a corrida por não deixar o volante no lugar.

Mas nenhuma ação adicional foi tomada, porque os comissários ouviram que Ricciardo não substituiu seu volante por razões de segurança.

Depois de parar na entrada da curva 2 com “problemas na unidade de potência”, a luz de alerta do sistema de recuperação de energia do seu carro ficou vermelha, significando que o carro estava “eletricamente inseguro”.

Ricciardo foi informado pela equipe para desligar o motor e o sistema elétrico e “saltar do carro”.

Foi-lhe dito para não tocar no carro, o que os comissários notaram é “o procedimento normal de segurança em tais circunstâncias para evitar potencial eletrocussão”.

Eles disseram que Ricciardo sentiu que seria perigoso tentar substituir o volante nessas circunstâncias.

Evitar qualquer penalidade é pouco consolo para o australiano, que abandonou em seus dois primeiros GPs com a Renault desde que saiu da Red Bull.

Para piorar a situação da Renault, o abandono de Ricciardo ocorreu momentos depois que o companheiro de equipe Nico Hulkenberg se retirou na mesma curva.

Ambos os pilotos também estavam correndo nos pontos no momento.

[the_ad id=”237860″]

IB - www.autoracing.com.br

Tags
, , , , , , , , , ,

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.