F1 – Ricciardo: “É uma pena perder pequenas equipes”

quinta-feira, 30 de outubro de 2014 às 14:38

Daniel Ricciardo

Daniel Ricciardo disse que é uma “pena” que duas das pequenas equipes de F1 estejam com problemas financeiros e possam sair da categoria.

Nem a Caterham nem Marussia vão estar no grid no GP dos EUA deste fim de semana, deixando apenas 18 carros na largada.

Elas também não são esperadas para competir no Brasil, mas poderiam voltar para o final da temporada se encontrar compradores. Se ninguém fizer nada pelas duas nanicas, elas irão sofrer o mesmo destino que a HRT, a terceira das três equipes que entraram para o grid em 2010.

E isso, Ricciardo avalia, não será bom para a F1.

“Com certeza os meus seis meses com a HRT foram, como os resultados na pista mostram, não muito bem sucedidos”, disse o australiano à Press Association.

“Mas para mim foi uma coisa muito boa conseguir me estabelecer na F1. Foi definitivamente um bom passo. Isto permite que você aprenda sob o radar. Você está à vista das atenções da F1, mas não tanto no centro das atenções, se estiver correndo na parte de trás”.

“Apenas para constar, sempre gostamos de ver mais carros no grid. Eu me lembro de estar na Formula Renault em 2008 e tivemos 40 inscrições. Não há nada como ver um grid completo, mesmo que alguns sejam mais lentos do que os outros. É um grande espetáculo”.

“Então, a partir desse ponto de vista e pelo lado do desenvolvimento de pilotos, precisamos de mais carros e mais equipes. Seria uma pena se elas forem uma perda permanente”.

IB - www.autoracing.com.br

Tags
, , , , , , , , , , ,

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.