F1 – Renault revela planos para o ex-diretor técnico da FIA

sexta-feira, 5 de janeiro de 2018 às 9:36

Marcin Budkowski

A Renault revelou detalhes do seu papel planejado para Marcin Budkowski, o ex-diretor técnico da Fórmula 1, que foi contratado e gerou controvérsias ao se juntar à crescente equipe para 2018.

Após o protesto das rivais de F1, que Budkowski poderia passar seus segredos para a Renault, tendo tido acesso aos detalhes dos desenvolvimentos futuros das equipes em seu papel anterior ao verificar a elegibilidade para a FIA, a Renault concordou em atrasar a chegada de Budkowski a Enstone até 01 de abril.

A Renault insiste que Budkowski não estará envolvido no desenvolvimento do chassi de 2018 até essa data, mas ele se juntou à folha de pagamento da Renault este mês, e ele começará a trabalhar aprendendo as outras atividades de automobilismo da Renault e sua estrutura corporativa.

O chefe da Renault F1, Cyril Abiteboul, insiste no fato de o ex-diretor da FIA não ter sido contratado simplesmente para repassar as ideias das rivais da Renault.

“Eu posso entender o ceticismo das equipes, mas não estamos recrutando alguém do calibre de Marcin em posição de diretor executivo apenas pelo que ele conhece das outras equipes”, disse Abiteboul à Autosport, dizendo que acreditava que a Renault havia concordado com um plano para o emprego de Budkowski com a FIA que era “extremamente justo com todos”.

“Estamos recrutando ele por suas capacidades, sua experiência, suas habilidades. Ele é alguém que vem com um currículo fantástico, fora da F1 também, e ele se ajusta perfeitamente na construção da próxima etapa da Renault na Fórmula 1”.

“Nós não estamos interessados nos segredos sobre os outros carros, e eu acho que uma boa demonstração é o fato de termos aceitado basicamente mantê-lo isolado de qualquer desenvolvimento de chassi até abril”.

“A situação é que ele realmente estará em nossa folha de pagamento a partir de janeiro, mas não está envolvido em nenhum desenvolvimento de chassi de Fórmula 1. Ele estará envolvido em trabalhos fora da F1, concentrando-se em outras atividades de corrida que estamos fazendo”.

“Eu também preciso dele para entender a organização mais ampla da Renault. Existe um processo de aclimatação antes que ele possa se concentrar no desenvolvimento do chassi e na atividade operacional que estará fazendo em Enstone a partir de abril”.

IB - www.autoracing.com.br

Tags
, , , , , , , , ,

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.