F1 – Renault resolve problema de DRS que quebrou a asa do carro

quinta-feira, 21 de fevereiro de 2019 às 12:25

Renault

A Renault diz que o problema da asa traseira que causou a rodada de Daniel Ricciardo no teste da Fórmula 1 nesta semana foi corrigido.

Ricciardo foi lançado fora da pista na curva 1 na terça-feira quando o elemento da asa traseira superior voou de seu carro enquanto o seu DRS estava aberto.

A análise do incidente apontou um problema com o mecanismo de DRS, e a equipe optou por não usar o sistema durante a manhã de quarta-feira com Nico Hulkenberg.

Mas com uma solução sendo encontrada e testes confirmando que tudo funcionava corretamente, a equipe permitiu que Ricciardo usasse o DRS novamente à tarde – e continuará a usá-lo normalmente a partir de agora.

O diretor técnico da Renault, Nick Chester, disse: “Tivemos um problema com o mecanismo DRS. Ele perdeu a barra de ligação e isso permitiu que a aba girasse. Foi uma correção bastante fácil”.

“Entendemos qual era o problema e depois o consertamos e estamos executando o DRS hoje. Fizemos algumas verificações depois do almoço e depois corremos nas voltas rápidas no início de cada corrida à tarde”.

Chester disse que um dos fatores por trás do problema era que as asas traseiras maiores em 2019 significam que há mais carga para o DRS suportar.

“É uma asa maior. Mais carregada”, disse ele. “A geometria mudou também para o DRS, porque temos uma linha de ação diferente para este ano. Portanto, é apenas uma mudança de detalhe que precisávamos fazer”.

Os treinos de pré-temporada já começaram e assim como nos últimos anos, convidamos você para acompanhá-los conosco aqui todos os dias a partir das 8 horas da manhã até às 2 da tarde ao vivo de Barcelona, de 18 de fevereiro até o dia 21. E depois de 26 de fevereiro a 1 de março. Tudo ao vivo e em detalhes para você ficar totalmente por dentro de como começa a temporada de 2019 da Fórmula 1!

IB - www.autoracing.com.br

Tags
, , , , , , , , ,

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.