F1 – Renault preocupada com custos na troca de motores de 1000 hp

quarta-feira, 11 de fevereiro de 2015 às 16:24

Red Bull

A Renault pediu cautela sobre a mudança para os motores de 1000 hp, por temor de que os custos poderiam aumentar dramaticamente.

O Grupo de Estratégia de F1 deu luz verde para a continuação dos trabalhos em aumentar a potência do motor para 2017, com o valor de referência de 1000 hp em mente.

Ao invés de ter que voltar para um motor V8, as equipes acreditam que a meta de potência pode ser alcançada através de simplesmente elevando o limite da taxa de fluxo de combustível e permitindo mais combustível.

Mas a Renault está preocupada que o problema dos custos não foi devidamente levado em conta – com as equipes de clientes negando a pagar mais e com os orçamentos dos fabricantes já esticados.

Quando perguntado sobre a mudança para 1000 hp, o diretor da Renault Cyril Abiteboul apontou que as finanças eram uma grande preocupação.

“Pessoalmente, eu iria adorar, mas preciso de alguém para pagar por isso”, disse ele. “Ouvi dizer que as pequenas equipes, as equipes independentes, não estão prontas a pagar o preço da unidade de potência. E, ao mesmo tempo, eu ouço que precisamos adicionar 200 hp ou algo assim. Então, como você liga as duas coisas?”

“Se encontrar alguém que é capaz de pagar por isso, gostaria de ver. Gostaria muito de ver os carros e pilotos atuais tendo que lidar com 1000 hp. Mas não há nenhuma maneira fácil e barata de fazer isso com as normas vigentes”.

As equipes deverão continuar as discussões sobre os novos motores para 2017 no final deste mês, com uma potencial votação para aprovar as ideias propostas na próxima reunião da Comissão de F1 em 18 de fevereiro.

IB - www.autoracing.com.br

Tags
, , , , , , , , , , , , , , , ,

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.