F1 – Renault assume risco com novo motor

sexta-feira, 24 de fevereiro de 2017 às 13:05
Unidade de potência da Renault

Unidade de potência da Renault

Renault é uma “séria competidora” em meio à batalha de potência de motor na Fórmula 1.

Essa é a alegação do chefe da equipe Mercedes Toto Wolff, em meio a rumores sobre o aumento de potência de 35 HP que a Renault supostamente conseguiu no inverno.

“Esse é um número impressionante”, admitiu Wolff. “A Renault é uma organização altamente profissional e nós a consideramos uma séria competidora”.

A Renault fornece motores para sua própria equipe de fábrica, bem como para a Red Bull e Toro Rosso.

“Espero que tenhamos o melhor carro, motor e pilotos, mas não podemos ver isso tão auto evidente”, diz Wolff.

No entanto, os primeiros relatos sobre o desempenho da nova unidade de potência “95% nova” da Renault em 2017 são de fato alarmantes, uma vez que falharam quando o novo carro da Toro Rosso foi lançado em Misano, na Itália, na quinta-feira.

O chefe de motores da Renault, Remi Taffin, defendeu o “risco” assumido com o novo conceito.

“O velho conceito estava no final de suas possibilidades”, ele disse à Auto Motor und Sport. “Quando necessário, você deve assumir riscos e não fazê-lo por diversão”.

“No ano passado tivemos um grande recorde de confiabilidade – agora nos perguntam por que estamos fazendo algo novo? Porque temos que tirar a diferença”.

IB - www.autoracing.com.br

Tags
, , , , , , , , , , , ,

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.