F1 – Renault apoiaria a liberação do congelamento dos motores

terça-feira, 2 de setembro de 2014 às 12:28

Cyril Abiteboul

A Renault disse que apoiaria um movimento para liberar os motores da F1 do congelamento, contanto que não abram o caminho para uma guerra total de gastos.

O chefe da Ferrari, Marco Mattiacci sugeriu uma mudança nas restrições de desenvolvimento de motores durante uma reunião de chefes de equipes na Bélgica já que acha injusto que o desempenho ficasse sem alteração durante uma temporada inteira.

Mattiacci acredita que um melhor acordo poderia ser introduzido para permitir modificações limitadas na temporada, e a rival Renault também deu o seu apoio à ideia.

O novo diretor da Renault Sport Cyril Abiteboul acredita que a F1 estaria melhor se os fabricantes pudessem trabalhar para diminuir diferenças de desempenho durante a temporada, embora esteja ciente de que um processo de elevação de custos poderia prejudicar as equipes.

Abiteboul acredita que no início do atual modelo oferece maior potencial para os fabricantes fazerem as mudanças para garantir uma maior igualdade de condições, depois de uma temporada onde a vantagem de desempenho da Mercedes se manteve intacta por causa das restrições de congelamento de motores.

“Nós temos um sistema (um levantamento parcial do congelamento neste inverno) que vai nos permitir fazer muitas mudanças, porque 48 por cento da unidade de potência poderá ser alterada no próximo ano. E pretendemos mudar 48 por cento da unidade de potência”.

IB - www.autoracing.com.br

Tags
, , , , , , , , ,

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.