F1 – Renault alerta a FIA sobre fiscais sem proteção

quinta-feira, 2 de agosto de 2018 às 12:05

Renault de Nico Hulkenberg

A Renault levantou preocupações com a FIA depois que fiscais foram vistos tocando no carro de Fórmula 1 de Nico Hulkenberg sem usar luvas de proteção quando parou durante os treinos na Hungria.

Um curto-circuito na bateria de Hulkenberg durante a primeira sessão de treinos causou uma falha elétrica completa de seu carro. A equipe foi, portanto, incapaz de dizer se representava um perigo para qualquer um que o tocasse.

Hulkenberg saltou do carro para evitar o risco de um choque elétrico. No entanto, a equipe notou que alguns dos fiscais que chegaram ao local não estavam usando luvas de proteção, e alertaram o diretor de prova da FIA, Charlie Whiting.

“Os fiscais apareceram imediatamente e começaram a empurrar o carro”, disse o diretor técnico da Renault, Nick Chester. “Pegamos o rádio para Charlie e dissemos: ‘Olhe, não sabemos em que estado o carro está pois apagou completamente e não temos dados’”.

“Mas os fiscais já estavam empurrando”, acrescentou Chester. “Eles sobreviveram…”

Os fiscais são obrigados a usar luvas para suportar cargas de até 1.000 volts ao manusear carros que pararam na pista, disse Whiting.

“Se um carro para, eles não param para ver como está, depois colocam as luvas, se necessário”, explicou ele. “Eles devem usá-las o tempo todo, essa é a nossa instrução. Você nem sempre pode ter certeza se os sistemas estão funcionando corretamente, portanto, como medida de precaução, eles devem sempre usá-las”.

IB - www.autoracing.com.br

Tags
, , , , , , , ,

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.