F1 – Renault acha que reduziu a diferença para a Mercedes

domingo, 1 de março de 2015 às 14:32

Red Bull

Remi Taffin da Renault acredita que reduziu pela metade o seu déficit de potência do motor da Mercedes, mas não está prevendo qualquer vitória até o final de 2015.

A unidade de potência da Mercedes foi a melhor do pelotão em 2014 já que a equipe de fábrica ganhou os campeonatos de pilotos e de construtores, enquanto o motor também ajudou a Williams em seu retorno à frente do grid.

Em contrapartida, o motor Renault foi responsabilizado pela maioria dos problemas da Red Bull. No entanto, Taffin acredita que um bom progresso foi feito durante o inverno.

“Nosso objetivo era diminuir esta lacuna, mas não vou apresentar quaisquer números. Nós procuramos o nosso alvo, que era a metade da diferença para a Mercedes”, disse Taffin.

“Nós tentamos nos aproximar mais agora e acho que vamos estar mais perto no final da temporada, quando vamos tentar vencer corridas”.

“Não haverá qualquer economia do combustível este ano, está tudo baseado na eficiência e a unidade de potência será mais eficiente”.

A Renault contou com a ajuda da Ilmor Engineering durante o inverno para ajudar com o seu desenvolvimento de motor, que, ao contrário do ano passado, pode prosseguir durante toda a temporada.

Taffin também disse que a Renault é contra outra mudança radical das regras de motores em um futuro próximo. Na semana passada, a Comissão de Fórmula 1 rejeitou uma proposta para alterar o atual V6 turbo até 2017, pelo menos.

IB - www.autoracing.com.br

Tags
, , , , , , , , , , , , , , , ,

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.