F1 – Red Bull pode ser salva por plano de motores ‘sem marca’

segunda-feira, 2 de novembro de 2015 às 13:00

Red Bull

O futuro da Red Bull na F1 pode ser salvo por um acordo para usar os motores Renault ‘sem marca’ em 2016.

Após os esforços para garantir motores da Mercedes ou Ferrari terem falhado, e a McLaren bloqueando um acordo com a Honda, a Red Bull está ficando sem opções.

A ruptura das relações entre a Red Bull e Renault é tal que informantes sugerem que é quase impossível que a parceria continue na situação atual por mais uma temporada.

No entanto, fontes revelaram que o presidente da Renault, Carlos Ghosn, está considerando uma proposta para vender motores sem marca para a Red Bull no próximo ano, numa tentativa para permitir que a equipe permaneça na F1.

A decisão de continuar com a ideia pode ser feita ainda esta semana.

Não está claro se as unidades de potência serão renomeadas com uma marca diferente, como parte do plano, ou se rodarão sem nenhum nome.

Quando perguntado se a Renault era agora a única opção, Christian Horner sugeriu que um plano alternativo, como os motores sem marca, poderia estar disponível.

“Não há muitas opções, mas pode haver alguma outra coisa”, disse ele.

Com as equipes rivais já se esforçando duro com os seus projetos de carro para o próximo ano, Horner disse que sua equipe precisa saber nas próximas semanas que motor vai usar, se pretendem fazer o primeiro teste de pré-temporada do ano.

“No momento, estamos bem no limite para estar no primeiro teste”, explicou. “A equipe sempre demonstrou sua capacidade de trabalhar com prazos muito apertados, e estou certo de que poderá atender qualquer meta, desde que cheguemos a uma decisão nas próximas duas semanas”.

IB - www.autoracing.com.br

Tags
, , , , , , , , , , , , , ,

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.