F1 – Red Bull: Modo de motor conservador prejudicou nossa corrida

segunda-feira, 13 de novembro de 2017 às 12:30

Red Bull e Ferrari

A Red Bull diz que as características da pista e de ser forçada a usar modos de motores conservadores provocou sua falta de desafio contra a Mercedes e Ferrari no GP do Brasil.

Embora a Red Bull tenha ganhado duas das quatro corridas antes do Brasil e estivesse no ritmo nos treinos e na classificação em Interlagos, Max Verstappen não conseguiu se juntar à luta pela vitória e terminou em quinto lugar.

Mas, em meio a uma série de problemas de confiabilidade para a Renault, Christian Horner disse que desistiu do desempenho do motor para evitar problemas que fizeram seus carros abandonarem.

Quando perguntado pelo site Autosport para explicar a falta de ritmo de corrida da Red Bull, Horner respondeu: “Traçado do circuito, e nós corremos muito conservadores em termos de motor para ser honesto”.

“No decorrer da corrida, Max estava tendo que tirar muito do pneu para ficar com o grupo líder, e você podia ver, se ele chegasse dentro de dois segundos, começava a danificar os pneus”.

“No começo, ele pensou que era mais rápido do que Kimi [Raikkonen], mas então o pneu começou a apresentar alguns problemas e então começa a restringir seu stint”.

“Então foi um daqueles dias em que simplesmente não tivemos bastante ritmo para ser um desafio para os carros à frente”.

IB - www.autoracing.com.br

Tags
, , , , , , , , , , , ,

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.