F1 – Raikkonen apoia decisão de parar durante o carro de segurança

segunda-feira, 23 de julho de 2018 às 12:53

GP da Alemanha

Kimi Raikkonen acredita que ele fez a coisa certa ao sacrificar a liderança do GP da Alemanha ao apostar em pneus novos durante o período do Safety Car.

O piloto da Ferrari entrou nos boxes depois de discutir com sua equipe no rádio se ele deveria ficar de fora. Ele finalmente decidiu entrar, substituindo seus pneus macios gastos por um novo conjunto de ultra macios.

O pit stop o deixou em terceiro lugar atrás dos pilotos da Mercedes, onde ele terminou. Depois da corrida, ele negou que isso tivesse lhe custado uma oportunidade de vencer.

“É sempre fácil dizer depois, mas honestamente não sabemos o que aconteceria se fôssemos ficar de fora”, disse ele. “Tenho 100% de certeza de que os ultra macios funcionaram melhor, e eu já tinha pneus muito usados naquele momento”.

“Eu não posso dar uma resposta se teria sido ótimo ou um desastre completo, isso é sempre um desconhecido e você tenta avaliar as diferenças e esperar que os novos pneus lhe deem alguma aderência para voltar”.

Lewis Hamilton, que estava em pneus mais novos do que Raikkonen quando o Safety Car saiu, venceu a corrida depois de escolher não parar.

“Obviamente, sabíamos que o Mercedes estaria com pneus velhos, mas eles pareciam ter a decisão certa nessas condições”, disse Raikkonen. “Então, eu não tenho uma resposta, eu não acho que alguém teria uma resposta sobre qual seria o resultado final se nós ficássemos fora ou não. Quem sabe? É assim que é”.

Raikkonen não conseguiu passar os pilotos da Mercedes na relargada, apesar de ter pneus mais novos do que o líder Hamilton.

“Eles eram muito fortes”, disse ele. “Todas as histórias que somos tão rápidos na reta, não foi realmente o caso após a relargada”.

IB - www.autoracing.com.br

Tags
, , , , , , , , , ,

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.