F1 – Quesnel admite conversas com Lopez

Gerard Lopez

Olivier Quesnel, ex-chefe da Citroen e Peugeot no Mundial de Rally, admitiu que conversou com o proprietário da Lotus, Gerard Lopez, sobre a possibilidade de se tornar o novo chefe esportivo da organização baseada em Enstone.

O francês declarou ao diário esportivo L’Equipe que o primeiro contato na verdade ocorreu há “quatro anos” – bem antes da recente ida de Eric Boullier para a McLaren. “Não vou fingir que não estou interessado”, declarou Quesnel. “Pelo que entendo, há uma lista na qual eu pareço estar”.

Ele disse à RMC Sport da França que as conversas atuais com Lopez estão em andamento. “Eu o conheço bem. Nós conversamos sobre a equipe de Fórmula 1. A Lotus é uma grande equipe. Atualmente, estou na Oak Racing, então continuo fazendo meu trabalho normalmente. Gerard sabe onde estou e vai me informar quando tomar sua decisão”.

A RMC alega que Quesnel é a primeira escolha de Lopez, mas ele ainda precisa convencer o conselho. Lopez disse ao Infosport Plus da França que há “três candidatos” na lista. Sabe-se que um deles é Martin Whitmarsh, chefe demitido da McLaren.

“Nada está definido”, afirmou Lopez. “A única coisa que não posso esconder é que Olivier Quesnel está na lista. Nós sabemos que ele teve sucesso no nível mais alto. Todos os candidatos têm seus pontos fortes, mas os três têm poucas fraquezas. Precisamos tomar uma decisão rapidamente, porque temos coisas a preparar. Será no máximo em uma semana ou dez dias”.

Ele negou que Ross Brawn, ex-chefe da Mercedes, é o terceiro candidato. “Nós já conhecíamos a situação dele”, disse Lopez. “Ele não está mais interessado na Fórmula 1, mas teria sido interessante ter uma discussão séria com Ross Brawn”.

 

LS - www.autoracing.com.br

Tags
, , , , , , , , , , , , , , , , , ,

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.