F1 – Pneus ainda estão nos segurando, diz Grosjean

segunda-feira, 5 de junho de 2017 às 13:23
Romain Grosjean

Romain Grosjean

A alta durabilidade dos pneus de Fórmula 1 está impedindo que a nova geração de projetos atinja todo seu potencial, acredita Romain Grosjean.

O piloto da Haas quer “mais aderência” dos compostos em 2017 e diz que até mesmo os pneus mais macios disponíveis este ano são muito duráveis.

“Durante a última corrida eu fiz 40 voltas no ultra macio, que é realmente mais um pneu de classificação”, disse ele. “Deve ser capaz de fazer algumas voltas, mas não tanto quanto isso”.

Grosjean, que é o presidente da Grand Prix Drivers’ Association, diz que os que compostos mais macios também são necessários para que os pilotos possam gerar calor neles mais rapidamente.

“Estamos pedindo para ter pneus com um melhor aquecimento, serem melhores depois do carro de segurança e irem mais rápido. Acreditamos que os carros podem ir mais rápido”.

Ele disse que a dificuldade de ter os pneus na ótima janela de temperatura operacional está tornando mais difícil para as equipes fazer ajustes e o desenvolvimento do carro.

“Eu acredito que muitas pessoas não têm certeza de como chegar lá”, disse Grosjean. “É muito complicado. É algo com o qual precisamos trabalhar com a fabricante. Precisamos tornar mais fácil, pois estamos gastando muito tempo para que os pneus funcionem”.

“É um pouco frustrante não poder trabalhar no equilíbrio do carro. Idealmente, gostaríamos de uma janela mais ampla, e muito mais em comum entre os compostos, então, quando você muda de compostos, ele não perca desempenho”.

IB - www.autoracing.com.br

Tags
, , , , , , , , , , , , , ,

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.