F1 – Perez: Temporada na McLaren prejudicou minha reputação

quinta-feira, 18 de abril de 2019 às 11:33

Sergio Perez

Assinando com a McLaren por apenas uma temporada, Sergio Perez calcula que a mudança “prejudicou minha reputação na Fórmula 1” e custou a ele uma chance de dirigir na Ferrari.

Perez entrou na Fórmula 1 em 2011 com a Sauber com as conexões da equipe de Hinwil com a Ferrari, o que significa que Perez também recebeu um lugar na academia de pilotos da Scuderia.

Mas apesar dos laços da equipe com a Ferrari e dos rumores que ligavam o piloto mexicano à equipe, ele optou por assinar com a McLaren em 2013.

Aquele ano foi um desastre.

Embora Perez tenha marcado pontos em 11 grandes prêmios, ele não alcançou o pódio – nem seu companheiro de equipe Jenson Button.

Mas enquanto Button permaneceu com a McLaren, Perez foi derrotado por Kevin Magnussen.

“Não deu certo porque basicamente a McLaren estava em péssimo estado”, disse ele à Beyond the Grid, da Fórmula 1. “Eu tinha como parceiro Jenson Button, campeão do mundo, e entrando na equipe”.

“Não deu certo porque não tivemos nenhum desempenho no carro. Fomos a sexta equipe mais rápida naquele ano, então nem chegamos ao pódio”.

“Com o nível de experiência que tinha, lutei para tirar o máximo proveito do carro”.

Ele acrescentou: “Eu acho que provavelmente, dado como a McLaren estava naquele momento, aquele assento veio apenas no momento errado para mim”.

“Se você voltar a 2012 eu era um membro da Ferrari, eu iria conseguir um contrato para 2014. Eu tive que fazer mais um ano com a Sauber e, em seguida, pegar a carona com a Ferrari”.

“Eu fui para Maranello e discuti com [Stefano] Domenicali, ele me disse ‘vamos fazer um pré-contrato para 2014’”.

“Naquela época, a Mercedes estava interessada, a Ferrari e a McLaren também, então eu estava em uma posição muito forte naquele momento. E eu pensei comigo mesmo: ‘Eu preciso entrar em um carro competitivo porque posso ganhar o título’”.

“Então a oportunidade com a McLaren veio. Eles estavam vencendo corridas e lutando por títulos por cinco anos, então como você poderia dizer não. Foi uma coisa óbvia”.

O piloto da Racing Point calcula que a mudança para a McLaren custou caro a ele.

“Eu tive que dizer basicamente adeus à academia da Ferrari e fui para a McLaren”, revelou ele.

“Acho que houve o erro de assinar um contrato de um ano. Meu empresário na época não fez um trabalho sólido com o contrato”.

“Isso foi uma coisa triste, acho que isso prejudicou minha reputação na Fórmula 1”.

IB - www.autoracing.com.br

Tags
, , , , , , , , , , ,

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.