F1 – Países como EUA e China devem ter mais de uma corrida

quarta-feira, 6 de junho de 2018 às 12:15

GP dos Estados Unidos

O CEO da Fórmula 1, Chase Carey, acredita que países como os EUA e a China são grandes o suficiente para justificar a realização de mais de uma corrida cada.

Falando na Conferência Esportiva da FIA em Manila, Carey disse que pode imaginar uma segunda corrida de F1 na China e na América, onde uma nova corrida em Miami está em discussão.

“Agora, esperamos ter um segundo Grand Prix nos EUA”, disse ele. “Acho que países desse tamanho e escala são importantes”.

“Nosso foco é que queremos ter certeza dos eventos que temos, queremos torná-los o mais forte possível – por isso é a qualidade em vez da quantidade”.

A Fórmula 1 teve uma corrida na China desde 2004 e a América já realizou até três corridas por ano. Mas Carey acredita que a F1 não aproveitou o potencial da categoria em nenhum dos mercados.

“A China e os EUA são as duas maiores economias do mundo, e são dois lugares em que apenas arranhamos a superfície do potencial da categoria”, disse ele.

“Desenvolver a categoria na China é provavelmente um caminho diferente de desenvolvê-lo nos EUA. Acho que na China, procuraremos ter parceiros chineses que possam nos ajudar a navegar nesse mercado e realmente trabalhar conosco como parceiros na categoria geral. É importante descobrirmos como garantir que os fãs na China que não tiveram a oportunidade de experimentar a categoria se envolvam com isso”.

IB - www.autoracing.com.br

Tags
, , , , , , , , , , ,

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.