F1 – O traçado curto de Interlagos é difícil de dominar, diz Raikkonen

Kimi Raikkonen no GP do Brasil 2015

Kimi Raikkonen no GP do Brasil 2015

Kimi Raikkonen admite que seja difícil fazer uma volta perfeita no traçado curto de Interlagos, que é o anfitrião do GP do Brasil deste fim de semana.

Medindo 4.309 metros, o histórico Autódromo José Carlos Pace figura entre os circuitos mais curtos do calendário da Fórmula 1, e é uma entre as cinco pistas em sentido anti-horário da categoria.

“É diferente e ‘antigo’, um circuito tradicional”, disse Raikkonen. “São voltas curtas e não tem muitas curvas, mas é difícil fazer um tempo de volta muito bom e o grid é sempre muito apertado”.

“Perder um décimo significa perder muitos lugares. Além disso, não há muitos circuitos indo no sentido anti-horário, por isso é sempre diferente”.

“Obviamente, ele foi recapeado muitas vezes, e sempre está muito bom no início. Mas, então, ano após ano se torna mais e mais ondulado e fica mais difícil”.

“Eles mudaram as zebras um pouco, então o fluxo do circuito também mudou um pouco. No entanto, é um desses circuitos onde é difícil ir rápido, mesmo que não seja tão complicado de pilotar”.

A viagem de Raikkonen ao Brasil reviverá boas lembranças para o finlandês, que conquistou seu título mundial em 2007 ao vencer a corrida daquele ano em um confronto com unhas e dentes contra a dupla da McLaren Fernando Alonso e Lewis Hamilton. O Homem de Gelo conseguiu mais quatro pódios em Interlagos em sua carreira até agora.

IB - www.autoracing.com.br

Tags
, , , , , , , , , , , , , ,

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.