F1 – O caráter “explosivo” de Wehrlein desencorajou a Mercedes

quarta-feira, 22 de março de 2017 às 14:59
Pascal Wehrlein

Pascal Wehrlein

O desprezo da Mercedes por seu protegido Pascal Wehrlein e sua preferência por Valtteri Bottas pode ter sua origem no caráter do piloto alemão, em vez de sua inexperiência.

Quando Nico Rosberg se afastou da Fórmula 1 em dezembro passado, muitos acreditaram que a vaga seria logicamente do talentoso júnior e altamente cotado Wehrlein.

Entretanto o jovem alemão foi preterido em benefício do forte e mais experiente piloto da Williams, Valtteri Bottas.

Toto Wolff revela, contudo, que a escolha não se resumiu a uma mera questão de inexperiência, com a personalidade de Wehrlein também entrando em jogo.

“Ele pode pilotar um carro muito bem, mas também é um personagem explosivo, como o Sr. Hamilton”, disse Wolff ao Stuttgarter Zeitung da Alemanha.

O chefe da Mercedes não tem problemas com um homem que pode colocar sua agitação para um bom uso ao volante de um carro de corrida, mas fazer dupla com a personalidade igualmente forte de Lewis Hamilton parecia ser a receita errada para a equipe.

“No carro isso é bastante positivo, mas em combinação com Lewis, precisávamos levar em consideração essa explosividade”.

“Há um nome da história em que houve uma verdadeira explosão entre dois pilotos. Nosso amigo espanhol (Fernando Alonso) nos deixou com essas cicatrizes”, acrescentou Wolff.

IB - www.autoracing.com.br

Tags
, , , , , , , , , , , ,

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.