F1 – Número de ultrapassagens caiu quase 50% em relação a 2016

terça-feira, 5 de dezembro de 2017 às 14:23

Sebastian Vettel e Valtteri Bottas

A temporada de Fórmula 1 de 2017 representou o pior ano em ultrapassagens na era do DRS, já que o número de manobras completas foi quase a metade do registrado no ano anterior.

A Pirelli divulgou dados de análise da temporada de 2017 – a primeira para a nova geração de carros mais largos e mais rápidos – na segunda-feira, que revelou que o número de ultrapassagens registrados na temporada de 20 corridas foi de 435.

Isso representou uma queda de 49% das 866 ultrapassagens que foram registradas em 2016 quando houve uma corrida a mais.

O ano de 2016 foi o mais alto desde que os registros começaram no início da década de 1980, enquanto os 435 desta temporada são os mais baixos desde os 211 que aconteceram em 2009, antes do DRS ter sido introduzido para ajudar a ultrapassagem.

O GP do Azerbaijão deste ano em Baku teve o maior número de ultrapassagens numa corrida, com 42 no total.

No outro extremo estava o GP da Rússia em Sochi em que apenas uma ultrapassagem foi registrada.

Daniel Ricciardo terminou o ano na ponta da F1, conseguindo um total de 43 ultrapassagens durante a temporada. Com impressionantes 13 delas durante o GP da Grã-Bretanha, quando ele abriu caminho pelo pelotão depois de uma penalidade de grid.

O colega de equipe de Ricciardo, Max Verstappen, fez 22 manobras, o que significou que os carros da Red Bull fizeram a maior parte das ultrapassagens ao longo da temporada.

A forte recuperação de Lance Stroll das fracas classificações ficou clara já que ele foi o piloto que fez o maior número de ultrapassagens na primeira volta da corrida – com 36 no decorrer da temporada.

IB - www.autoracing.com.br

Tags
, , , , , , , , , , , , , , , , ,

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.