F1 – Nasr: “Comentários sobre piloto pagante são estúpidos”

sexta-feira, 26 de junho de 2015 às 14:33

Felipe Nasr

Felipe Nasr permanece inflexível que não é um piloto pagante, mas que optou por um modelo de negócio para sua carreira que o fez receber apoio a longo prazo.

Vencedor da F3 britânica e terceiro na GP2, Nasr foi promovido para um assento de corrida na F1 com a Sauber nesta temporada.

Mas vindo com 12 milhões de libras de patrocínio do Banco do Brasil, ele foi rotulado por alguns como um “piloto pagante”.

Nasr, porém, insiste que não é o caso.

“Eu acho que é bastante estúpido que as pessoas pensem dessa forma”, disse à Sky Sports. “É realmente uma maneira tacanha de pensar porque acho que mais países deveriam seguir este exemplo e apoiar os seus próprios pilotos”.

“Estive com o Banco do Brasil nos últimos quatro ou cinco anos, tínhamos um projeto para a minha carreira e seguimos passo a passo e estou contente de dizer que nunca tive que pagar para correr”.

“Quando tinha 16 anos, tive ofertas da Red Bull, da Gravity, de outros programas juniores, mas escolhi ficar com Steve Robertson e ainda estou trabalhando com ele até hoje. Com 16 anos, eu tinha o meu próprio carro, meu próprio salário, minha própria casa, não tive que pagar por qualquer campeonato que participei”.

“Acho que mais pessoas deveriam seguir este exemplo e ter este tipo de empresas apoiando os seus próprios pilotos. Acho que as pessoas estão apenas interpretando de forma errada”.

IB - www.autoracing.com.br

Tags
, , , , , , , , , , , ,

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.