F1 – Mosley diz que alto custo fariam outras equipes saírem

segunda-feira, 27 de outubro de 2014 às 15:21

Max Mosley

A Marussia e Caterham “podem não serem as últimas” equipes a sofrerem com os altos custos das corridas de F1, de acordo com o ex-presidente da FIA, Max Mosley.

“Não é mais uma competição leal”, disse Mosley à BBC Radio 5 Live. “O grande problema é que as grandes equipes têm muito mais dinheiro do que equipes como a Caterham e Marussia. No final, elas (equipes nanicas) são obrigadas a sair – e podem não serem as últimas”.

Os planos de Mosley para um limite de custos em 2009 foram derrubados e novos planos para serem introduzidos na próxima temporada também entraram em colapso no início deste ano.

“Do ponto de vista esportivo, a categoria deveria dividir o dinheiro igualmente e, em seguida, deixar as equipes obterem o máximo de patrocínio que puderem”, acrescentou Mosley.

“Uma equipe como a Ferrari sempre vai ter mais patrocínio que a Marussia, mas se todas elas recebem basicamente o mesmo dinheiro, todas começam em igualdade de condições, especialmente se você tiver um controle de custos onde limita a quantidade de dinheiro que cada equipe é permitida gastar”.

Esta temporada viu a introdução de novos motores, que têm mais relevância para a indústria automobilística não esportiva, mas que custa o dobro das unidades anteriores.

Mosley acredita que não é uma coincidência que algumas das equipes menores estão tendo dificuldades depois do aumento nos custos dos motores.

IB - www.autoracing.com.br

Tags
, , , , , , , , ,

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.