F1 – Mercedes temia quebra de Hamilton no México

segunda-feira, 31 de outubro de 2016 às 12:13
GP do México

GP do México

Toto Wolff diz que a equipe discutiu em parar Lewis Hamilton imediatamente para uma troca de pneus depois de sua pesada freada na volta de abertura do GP do México.

Hamilton, que largou na pole, bloqueou sua roda dianteira direita na frenagem para a curva 1 e ficou com um pneu ‘quadrado’, que ele teve de gerir durante o primeiro stint.

Hamilton se recuperou fazendo a troca muito mais cedo em sua única parada na 17ª volta, mas Wolff admitiu que a situação era inicialmente difícil de administrar.

“Talvez essa corrida parecia tranquila de fora, mas realmente não era dentro da equipe”, comentou Wolff. “Tudo começou na curva 1, quando Lewis estragou o seu pneu dianteiro direito na frenagem”.

“Isso nos deu uma decisão muito difícil de tomar, porque podíamos ver as vibrações ficando piores e alguns dos picos eram assustadores”.

“Em qualquer corrida normal, o teríamos parado por causa do risco de estouro do pneu ou talvez pior, mas é claro que parar lhe teria custado o campeonato”.

“Nós discutimos muito com os engenheiros, equilibrando os aspectos positivos e negativos da decisão, e estávamos monitorando os números de cada volta”.

“Mas no final, algum do azar de Lewis este ano foi controlado e o chamamos para os boxes, o mais cedo possível para fazer o trabalho de estratégia de uma parada”.

IB - www.autoracing.com.br

Tags
, , , , , , , , , , ,

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.