F1 – Mercedes paga 4,6 milhões de dólares em inscrições para 2018

sexta-feira, 8 de dezembro de 2017 às 12:24

Mercedes

A Mercedes pagou mais de 4,6 milhões de dólares me taxas de inscrição para a temporada de Fórmula 1 de 2018, uma redução de mais de meio milhão do ano anterior, segundo o site GPUpdate.net.

A Mercedes, sob novos regulamentos, batalhou com a Ferrari na primeira metade da temporada, antes de liderar após as férias de verão, para conquistar a sua quarta coroa de construtores.

Um sistema de taxa de inscrição alterado, introduzido em 2013, exigia que todas as equipes paguem uma taxa fixa de entrada de US$ 516.128, determinada pelo Índice de Preços ao Consumidor (US IPI) dos EUA, juntamente com uma escala móvel dependente do seu sucesso.

Os Campeões dos Construtores devem pagar uma taxa de US$ 6.194 por cada ponto ganho, com as equipes restantes cobradas em US$ 5.161 por ponto acumulado, com o valor a pagar até 30 de novembro.

Os 668 pontos acumulados pela Mercedes em 2017 significam que pagou US$ 4.653.720 na FIA, uma redução de US$ 600.818, tendo marcado 765 pontos em 2016 e mais de 700 em 2014 e 2015.

É o valor mais baixo que a Mercedes teve que pagar, desde que surgiu como uma força vencedora de títulos em 2014.

A Ferrari, entretanto, teve o maior aumento, em decorrência de 2017 ser sua campanha mais competitiva na era híbrida.

O total de 522 pontos da Ferrari significa que pagou mais de US$ 3.210.170, um aumento de US$ 639.964 no ano anterior, enquanto a Red Bull teve a maior redução, abaixo de US$ 516.100 para US$ 2.415.376, tendo marcado 100 pontos a menos que em 2016.

A Force India, Renault, Haas e Sauber tiveram aumentos marginais, tendo marcado mais pontos em 2017 do que em 2016, enquanto A Williams, Toro Rosso e McLaren tiveram que pagar menos.

As taxas combinadas de inscrição totalizam US$ 16.276.544.

IB - www.autoracing.com.br

Tags
, , , , , ,

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.