F1 – Mercedes é liberada para usar rodas controversas

Roda traseira da Mercedes

Os comissários do GP do México deram luz verde para a Mercedes usar seu controverso design da roda no evento deste fim de semana.

A Mercedes utiliza em suas rodas traseiras um espaçador com pequenos orifícios e ranhuras para reduzir o fluxo de calor entre o eixo e a roda.

Isso vem sendo citado como um fator na recente sequência de quatro vitórias consecutivas da Mercedes, e depois do GP do Japão, foi pedido um esclarecimento do Departamento Técnico da FIA a respeito de uma possível violação do Artigo 3.8 do regulamento técnico da Fórmula 1.

Os comissários notaram que a questão era se o ar passando por esses orifícios e ranhuras estava de acordo com a seção dizendo que “qualquer componente específico do carro influenciando seu desempenho aerodinâmico deve permanecer imóvel em relação à parte suspensa do carro”.

A FIA estava satisfeita com a legalidade do design antes do GP dos Estados Unidos do último fim de semana, mas questionamentos persistentes da Ferrari fizeram a federação avisar a Mercedes que o caso não estava encerrado.

Como precaução, a Mercedes decidiu modificar seus aros de roda em Austin visando assegurar que os pontos de contenção fossem eliminados na prova do fim de semana passado – na qual a equipe enfrentou dificuldades com o desgaste dos pneus traseiros, mas também sofreu outros problemas.

Agora, antes do GP do México, a Mercedes submeteu duas solicitações aos comissários. Ela quer uma confirmação da interpretação da regra e da legalidade da peça, além dos detalhes de todas as mudanças no esclarecimento da FIA a fim de garantir a interpretação correta.

Os comissários se recusaram a fazer uma “interpretação generalizada” do regulamento técnico, e seu relatório também nota que “o esclarecimento e a aprovação da FIA estão limitados à parte que a Mercedes apresentou à FIA e opções de design alternativas teriam de ser consideradas separadamente”.

Contudo, os comissários apoiaram a posição do departamento técnico da FIA desde que a Mercedes aceite esse entendimento. Eles afirmam: “Se a Mercedes usar a parte como ela foi descrita na correspondência entre a equipe e o departamento técnico da FIA, os comissários vão considerar o componente legal, mas apenas no que diz respeito aos pontos levantados na solicitação da Mercedes”.

Quer concorrer a uma réplica do capacete do Ayrton Senna? Clique AQUI e palpite sobre quem vai vencer o GP do México de Formula 1 no próximo domingo!

 

LS - www.autoracing.com.br

Tags
, , , , , , , , , , , , , ,

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.