F1 – Mercedes descarta modelo de equipe “B” com a Racing Point

segunda-feira, 22 de abril de 2019 às 11:57

Toto Wolff e Lawrence Stroll

O chefe da Mercedes, Toto Wolff, insiste que a equipe não entrará em uma parceria estilo Haas-Ferrari com a Racing Point.

A Racing Point atualmente compra motores e caixas de câmbio da Mercedes, enquanto a equipe também começará a usar o túnel de vento da equipe alemã.

A Haas é atendida pela Ferrari para todas as peças listadas, mas enquanto Wolff acredita que este é um modelo que traz benefícios, não há planos para eles fazerem o mesmo com a Racing Point.

“Bem, primeiro de tudo, nós não estamos fazendo um modelo da Haas-Ferrari porque a Haas era uma nova inscrição, uma equipe criada a partir do zero, esses caras [Racing Point] existem há muito tempo”, disse ele via GPFans.

“Eu não vejo o que é tão ruim em um modelo da Haas-Ferrari, na verdade. Nós permitimos a alguém que estava interessado em entrar na Fórmula 1 na criação de uma equipe, com a cooperação com a Ferrari, ela está se saindo muito bem e lutando solidamente no meio-campo. Eu acho que é bom para a Fórmula 1”.

“Nosso modelo é muito diferente. Pelas razões expostas anteriormente, a Racing Point sabe muito bem o que eles querem alcançar com o carro, eles têm um sólido grupo técnico de pessoas e irão nessa direção”.

“Eles usarão parte de nossa infraestrutura e veremos onde isso se move para as regulamentações de 2021. Uma vez que isso seja definido, vamos decidir quais das áreas que queremos colaborar e onde é possível, em termos de regulamentação”.

IB - www.autoracing.com.br

Tags
, , , , , , , , ,

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.