F1 – Mercedes confiante de que fez progressos em clima mais quente

segunda-feira, 13 de agosto de 2018 às 12:32

Mercedes

A Mercedes está confiante de que resolveu sua fraqueza em altas temperaturas e acredita que será mais competitiva em corridas quentes de Fórmula 1 no futuro.

A Mercedes muitas vezes teve dificuldades com a conservação da vida útil dos pneus – particularmente com seus pneus traseiros – em comparação com os rivais mais próximos em corridas com temperaturas mais altas.

Mas a vitória de Lewis Hamilton no GP da Hungria, que aconteceu no calor de 33°C e viu a temperatura subir até os 57°C, deixou a fabricante alemã com a sensação de ter feito progressos nesse departamento.

O chefe da equipe, Toto Wolff, acredita que a capacidade de Hamilton de realizar uma estratégia de uma parada e estender seu primeiro stint em pneus ultra macios foi a chave para sua vitória.

“O ar limpo desempenha um grande papel, mas é um pouco misterioso que às vezes você se apresente em um pneu e não no outro. Acho que foi o contrário com a Ferrari”, explicou Wolff.

“Mais dados para coletar, mais para entender, mas o sentimento predominante e abrangente para nós é que vencemos a corrida em Budapeste com temperatura de pista de 60 graus”.

“Isso era algo que não achávamos que poderia ser possível para nós. Isso me dá uma boa sensação de que nós entendemos mais e podemos ser mais competitivos nas corridas quentes no futuro”.

IB - www.autoracing.com.br

Tags
, , , , , , , , , ,

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.