F1 – McLaren faz plano de cinco anos para voltar a vencer

McLaren

A McLaren diz que esboçou uma estratégia de “caminho para a recuperação” para atingir as vitórias e disputar o campeonato mundial de Fórmula 1 novamente nos próximos cinco anos.

A equipe de Woking passou seis anos sem vencer e faz 10 anos desde o seu último título de pilotos, com a era híbrida V6 provando ser um período problemático para a equipe.

Um sexto lugar na classificação de 2018 foi ofuscado por uma tentativa fracassada de retornar à competitividade em uma nova parceria com a Renault, com a McLaren, em média, sendo o segundo carro mais lento do grid.

Apesar de uma série de mudanças terem ocorrido nos bastidores – e uma nova dupla de pilotos estar pronta para a próxima temporada -, o presidente da McLaren, Zak Brown, permanece modesto em uma correção de curto prazo, mas está otimista em redescobrir sua forma vencedora de campeonato no futuro próximo.

Perguntado se ele tinha um cronograma específico sobre quando a McLaren estaria de volta à frente do grid, Brown disse à ESPN: “Acabei de apresentar um plano de cinco anos, e dentro desse plano, achamos que temos uma jornada para voltar a vencer corridas, e, assim que estiver vencendo acorridas, você estará competindo pelo campeonato”.

“Eu acho que é fundamental que a Liberty faça mudanças no esporte porque, agora, da maneira como o esporte está indo, é difícil para mais de duas ou três equipes competirem pelo campeonato, então eu acho que há coisas que estão fora do nosso controle, mas espero que possamos influenciar essa necessidade de mudar para várias equipes poderem ganhar corridas e competir pelo campeonato”, prosseguiu.

“Nós estabelecemos uma jornada e investimento, um caminho para a recuperação que nos leve de volta à frente do grid nessa linha do tempo”, comentou Brown, que pretende evitar definir metas específicas para 2019.

“Acho que queremos ficar longe de fazer previsões”, acrescentou. “Sabemos que não tem sido bonito nos últimos dois anos, por isso não queremos cometer esse erro novamente”.

“Eu diria que nossa expectativa é que continuemos a dar um passo adiante. Tivemos 15 (penalidades de grid em 2018) em vez de algumas centenas, então este ano foi um passo à frente, embora não seja o passo a frente que esperávamos fazer”, explicou.

“Assim, nossas expectativas são de que vamos continuar essa jornada em 2019, mas quero parar de dizer onde estaremos no campeonato de construtores. Eu sei onde espero estar, mas não sei onde estaremos até chegarmos à pista”, concluiu Brown.

EB - www.autoracing.com.br

Tags
, , , , , , , , , , , , ,

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.