F1 – Marko revela “prazo” para o escândalo da Ferrari

Helmut Marko

Um ultimato exigindo respostas da FIA para o escândalo da legalidade do motor Ferrari está prestes a vencer, revelou Helmut Marko.

As sete equipes não afiliadas à Ferrari reagiram com ameaças de processo quando a federação anunciou que havia fechado um acordo secreto com a equipe italiana em relação à sua controversa unidade de potência de 2019.

Marko, da Red Bull, diz que a resposta da FIA para a fúria das equipes foi inaceitável. “Até agora, houve uma carta do Conselho Mundial da FIA que foi simplesmente insatisfatória”, disse ele à Speed Week.

“Em nossa carta, nós pedimos para a FIA responder adequadamente e demos um certo prazo. Então podemos deixar a história para trás. Mas como equipe, não podemos aceitar que isso aconteça depois que uma irregularidade é detectada. Nosso prazo vence hoje”.

De fato, com as equipes tendo revelado o risco de um processo em uma declaração conjunta à mídia, Marko afirmou que posteriormente elas escreveram à FIA.

“Primeiramente, nós queremos saber em detalhes o que foi descoberto na Ferrari porque foi claramente expressado que irregularidades foram encontradas”, acrescentou ele.

“Só podemos dar os próximos passos quando tivermos essa informação. As sete equipes acreditam que, no espírito do esporte, a FIA é obrigada a anunciar o conteúdo do acordo com a Ferrari. Até agora, nós não recebemos uma resposta. Hoje vence o prazo”.

Marko esclareceu que as equipes estão mais irritadas com as atitudes da FIA em meio à saga do que com a suposta violação do regulamento da Ferrari.

“Nossas alegações não estão direcionadas a outra equipe, mas ao controle técnico da Fórmula 1 e como as irregularidades são tratadas pela FIA. Devo lembrá-los que a McLaren foi desclassificada em 2007 após o caso de espionagem e teve de pagar uma multa de 100 milhões”.

Clique AQUI para fazer suas apostas esportivas

LS - www.autoracing.com.br

Tags
, , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.