F1 – Maldonado: Deixar a Williams não foi uma boa decisão

quinta-feira, 15 de outubro de 2015 às 13:47

Lotus e Williams

Pastor Maldonado diz que foi uma decisão difícil de engolir depois de ver sua ex-equipe Williams desfrutar de uma curva ascendente de sucesso, enquanto a Lotus tem dificuldades dentro e fora da pista.

O venezuelano mudou para a Lotus em 2014 depois de três anos tímidos com a Williams, apesar de sua primeira vitória na F1 em Barcelona em 2012, mas desde sua saída, sua ex-equipe subiu no pelotão, conseguindo pódios múltiplos enquanto a Lotus estagnou nas duas últimas temporadas.

Para tornar as coisas mais complicadas, a Lotus tem sido continuamente ameaçada pela ação da justiça devido a impostos não pagos e a falta de suporte financeiro que colocou o futuro da equipe em dúvida.

Quando perguntado na Rússia se ele achava que isto foi a maior frustração em sua carreira, Maldonado diz que apesar das dificuldades, ele está certo que uma “filosofia muito diferente” irá ajudá-lo no futuro.

“Frustrante não é a palavra certa, foi apenas difícil”, disse Maldonado. “Não foi uma boa decisão, mas estou trabalhando muito duro junto com a equipe. Como um esportista, você sempre tem muita sede de vencer e tem muita expectativa em sua vida. Em algum ponto, tem que tomar decisões e onde quer que vá, deve tomá-las com responsabilidade e com toda a paixão. Isso foi o que eu fiz”.

Maldonado também confirmou que o seu futuro permanece na F1, apesar da possível atração de corridas nos EUA e, potencialmente, atingir um grande sucesso como Juan Pablo Montoya.

“Talvez você possa ter sucesso na América, mas no momento realmente gosto de estar na F1”, disse ele. “Acho que há muito o que fazer da minha parte que ainda está comigo e eu mereço a chance de mostrar o meu potencial real”.

IB - www.autoracing.com.br

Tags
, , , , , , , , , , , , , ,

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.