F1 – Malásia pode sair do calendário por queda de popularidade

segunda-feira, 24 de outubro de 2016 às 13:22
Largada do GP da Malásia

Largada do GP da Malásia

O CEO do Circuito Internacional de Sepang disse que a pista pode sair da Fórmula 1 depois de ter sediado o GP da Malásia desde 1999.

Datuk Ahmad Razlan Ahmad Razali disse a repórteres que o circuito está discutindo o futuro da corrida com o Ministério das Finanças da Malásia em meio a preocupações sobre a queda nas vendas de bilhetes e registrar uma baixa audiência na televisão.

“Talvez seja bom a Malásia fazer uma pausa”, disse Razlan. “Acho que o produto não está mais emocionante. Está sendo dominado por uma equipe”.

A Mercedes, cuja patrocinadora é a companhia petrolífera malaia Petronas, ganhou todas exceto duas das corridas deste ano. O GP da Malásia foi uma das corridas que não ganhou, após uma falha de motor de Lewis Hamilton.

O circuito de Sepang passou por uma grande renovação antes da corrida deste ano. Menos de 60% dos bilhetes disponíveis foram vendidos enquanto o evento da Moto GP deste fim de semana está esgotado, apesar de o campeonato já estar decidido.

O ministro da Malásia Khairy Jamaluddin disse que a Malásia deve parar de sediar corridas de F1, pelo menos temporariamente.

“Eu acho que devemos parar de sediar a F1”, disse ele. “Pelo menos por enquanto. O custo é muito elevado, o retorno é limitado”.

“Quando sediamos a F1 pela primeira vez foi um grande negócio. A primeira na Ásia depois do Japão. Agora são muitos locais. Nenhuma vantagem de ser o primeiro. Não é mais uma novidade”.

IB - www.autoracing.com.br

Tags
, , , , , , , , , , , , , ,

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.