F1 – Lowe: Modo de festa da Mercedes é mero instrumento psicológico

segunda-feira, 2 de abril de 2018 às 12:21

Paddy Lowe

Paddy Lowe, da Williams, acredita que o muito falado ‘modo de festa’ da Mercedes serve ao propósito de destruir com os rivais de Lewis Hamilton ao invés de aumentar o desempenho do motor de seu carro.

Tem havido muito debate ultimamente em torno da habilidade da fabricante alemã em obter um aumento extra de potência durante o segmento final da classificação, uma configuração especial do motor que Hamilton rotulou como ‘modo de festa’.

Lowe é inflexível no entanto que a Williams, como uma cliente da Mercedes, não desfruta dessa vantagem específica e oportuna da unidade de potência, acreditando que sua menção regular é apenas um componente sutil dos jogos mentais da equipe.

“É interessante para destruir com outros para talvez sugerir que existe um, mas não existe”, insiste Lowe. “Todos nós temos a mesma unidade de potência. Tenho certeza disso. Mas ainda vale a pena para destruir os outros”.

“Muitas vezes há alguma discussão sobre algum modo extra que surge no Q3. Mas todos os créditos vão para alguns dos pilotos envolvidos, eles podem cavar fundo e entregar mais, a menos que eles estejam fazendo algo que não sabemos”.

Lowe destaca o talento de Hamilton, mas também elogia sua ex equipe por colocar outro excepcional carro nas pistas este ano, um feito que não é fácil de sustentar, diz ele.

“Parabéns à Mercedes por ter feito outro bom carro. Eles parecem ter mantido a diferença e por isso não devemos subestimar o trabalho necessário para fazer isso”.

“Em termos das três equipes da frente e da diferença para o meio-campo, isso é um assunto completamente diferente. Isso praticamente ficou a mesma”.

IB - www.autoracing.com.br

Tags
, , , , , , , , , , , , ,

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.