F1 – Lowe: Mercedes está em débito com Rosberg pela quebra em Monza

terça-feira, 15 de setembro de 2015 às 12:54

Nico Rosberg e Paddy Lowe

Paddy Lowe, diretor técnico da Mercedes, sente que sua equipe foi culpada pelo abandono de Nico Rosberg em Monza, mas diz que ainda há um longo caminho a percorrer na corrida pelo título e que ele ainda terá oportunidades para alcançar Lewis Hamilton.

A fabricante alemã sofreu seu primeiro abandono quando a unidade de potência mais antiga de Rosberg quebrou a duas voltas do final do GP da Itália. Como resultado, o alemão ficou 53 pontos atrás de Hamilton para as corridas restantes e Lowe admite que a equipe foi responsável pela má sorte de Rosberg.

“Saímos de Monza com sentimentos mistos”, disse Lowe. “Foi uma boa vitória de Lewis. Mas, do outro lado do boxe, deixamos Nico numa situação mais complicada”.

Olhando para Cingapura, Lowe disse que a Mercedes vai procurar um retorno à perfeição e suprir Rosberg com as ferramentas para uma luta justa com Hamilton.

Apesar do abandono de Rosberg na Itália, a Mercedes ainda mantém uma vantagem de 181 pontos sobre a Ferrari no campeonato de construtores e querem vencer o título, potencialmente, dentro das próximas três corridas.

“Agora, vamos para Cingapura”, acrescentou. “A temporada está longe de terminar e as coisas podem mudar muito rapidamente – então o alvo é ter um forte resultado com ambos os carros”.

“É uma corrida desafiadora – particularmente nos freios. O circuito tem um grande número de frenagens, com uma velocidade média de volta muito baixa, reduzindo a refrigeração. O traçado torna as ultrapassagens uma tarefa difícil, muitas vezes resultando em corridas cheias de ação, com tentativas sem sucesso de passar deixando detritos na pista e resultando em frequentes aparições do carro de segurança”.

IB - www.autoracing.com.br

Tags
, , , , , , , , , ,

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.