F1 – Lowe: Kubica não terá treinos livres

quinta-feira, 12 de abril de 2018 às 12:33

Paddy Lowe

Paddy Lowe admitiu que a formação de jovens pilotos da Williams é um desafio em meio aos grandes problemas atuais da equipe. O chefe técnico da equipe disse que até mesmo os engenheiros da Williams foram pegos de surpresa pela extensão dos problemas do carro de 2018 no início deste ano.

“Todo mundo no pelotão tem seus problemas, mas nós temos os maiores”, ele é citado pela Auto Motor und Sport. A vice-chefe Claire Williams disse que o carro tem três problemas principais, mas se recusou a nomeá-los. “Nós realmente não gostamos de lavar nossa roupa suja em público na Williams”, disse ela.

Mas um deles pode ser os pilotos. Já com o piloto de 19 anos Lance Stroll na equipe, a Williams foi criticada por contratar o novato Sergey Sirotkin. “Ter dois jovens pilotos não facilita a tarefa quando o carro não funciona”, admitiu Lowe.

O ex-piloto de F1 Timo Glock concorda que os pilotos da Williams são um problema. “Eles podem ser rápidos, mas também é importante desenvolver um carro na direção certa”, disse ele à Speed Week. “Eles tiveram grandes problemas durante todo o final de semana no Bahrain e não conseguiram superá-los. Eles não têm experiência”.

Uma opção pode ser demitir um deles em favor do experiente Robert Kubica, ou pelo menos dar ao piloto reserva polonês mais treinos na sexta-feira do que já estão programados. Lowe não pensa assim. “Então estaríamos tirando tempo importante de pista para Sergey. Mas ele precisa de cada quilômetro”, disse ele.

Lowe disse que o importante agora é que a Williams não entre em pânico. “Seria errado ficar deprimido”, insistiu ele. “Só se trabalharmos com um propósito podemos inverter a tendência”.

IB - www.autoracing.com.br

Tags
, , , , , , , , ,

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.