F1 – Leclerc muda a abordagem e acredita em reviravolta

quinta-feira, 6 de junho de 2019 às 21:26

Charles Leclerc

Charles Leclerc provavelmente esperava que ele tivesse mais para mostrar nas primeiras seis corridas na Ferrari do que um pódio solitário, quatro quintos lugares e um abandono. Mas apesar de um começo conturbado, o monegasco espera dias melhores à frente, após uma mudança fundamental em sua abordagem ao volante do SF90, trazido por uma dolorosa lição aprendida no início do ano…

Sem dúvida, o maior erro que Leclerc fez até agora em 2019 ocorreu durante o Q2 em Baku, quando ele – que foi a classe do grid durante o fim de semana – bateu sua Ferrari no muro da curva 8 usando pneus inadequados (médios) para aquela situação. Mas pelo menos Leclerc disse que isso o ajudou a amadurecer como piloto.

“Uma abordagem que eu provavelmente mudei depois que Baku foi que forcei demais no Q2″, disse Leclerc, falando antes do GP do Canadá. “Definitivamente, entraríamos fácil no Q3 com o carro que tínhamos. Acidentar-se naquela hora foi provavelmente um pouco estúpido como mencionei muitas vezes.”

“Comparado com o ano passado na Sauber, quando você pode dar tudo no Q1, Q2 e eventualmente no Q3… em Baku talvez não fosse muito importante dar tudo no Q2 porque definitivamente tínhamos potencial para fazer muito melhor no Q3. Mas tem havido … alguns erros do meu lado e eu definitivamente aprendi com eles. Agora estou ansioso para não reproduzi-los e espero que haja momentos melhores por vir.”

Dada a excelente temporada de estreia de Leclerc com a Sauber na última temporada, houve muitos que pensaram que ele fosse um azarão para o título deste ano. Mas em uma temporada que até agora viu uma Mercedes vencer todos os GPs – um deles porque de Leclerc quebrou quando liderava fácil no Bahrain – e depois de uma corrida em casa em Monaco que o levou a abandonar depois de fazer contato com Nico Hulkenberg, Leclerc está em quinto lugar na classificação dos pilotos, um total de 80 atrás de Lewis Hamilton.

Ainda quando perguntado se Leclerc já estava “dizendo adeus” às suas esperanças de título, o monegasco respondeu desafiadoramente: “Eu nunca digo adeus até que esteja feito. Claro, como eu disse anteriormente, tem sido um começo difícil de temporada. Nós definitivamente esperávamos mais, mas ainda não precisamos nos despedir. Precisamos forçar até o final e é isso que estamos fazendo. Tentando entender nossos erros, tentando não cometê-los novamente e melhorar a partir daí, e tenho certeza de que os resultados virão.”

O Canadá representa uma grande chance de Leclerc fazer sua primeira aparição no pódio desde a decepcionante noite no Bahrain em março, com muitos de seus rivais, incluindo Lewis Hamilton, demonstrando medo da velocidade em linha reta da Ferrari neste fim de semana, no rápido circuito Gilles Villeneuve.

AS - www.autoracing.com.br

Tags
, , , , , , ,

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.