F1 – Leclerc defende a FIA no escândalo do motor

Charles Leclerc

Charles Leclerc defendeu a FIA e a Ferrari em meio à fúria das equipes rivais em relação ao escândalo da legalidade do motor de 2019.

A princípio, as sete equipes não afiliadas à Ferrari não estavam descartando um processo após o fechamento de um acordo secreto entre a equipe italiana e a FIA.

Acredita-se que as sete equipes agora se tornaram seis, depois que um telefonema entre John Elkann, presidente da Ferrari, e Ola Kallenius, da Daimler, resultou na Mercedes retirando sua queixa.

Quanto à fúria das seis equipes restantes, Leclerc disse antes do GP da Austrália ser cancelado: “Eu confio completamente em minha equipe. Também creio que a FIA checou tudo e tudo estava em ordem. Para mim, o tópico está encerrado”.

Porém, ao ser questionado se entende por que as equipes rivais estão irritadas, Leclerc respondeu: “Sim e não. As equipes deveriam confiar na FIA, mas na minha opinião é completamente compreensível que nem tudo tenha de ser explicado”.

“Nós investimos muito tempo, dinheiro e esforço em todas as partes que temos, portanto deveria estar claro que a FIA não pode simplesmente divulgar todo o nosso trabalho. Eu tenho confiança na Ferrari e também na FIA”.

Clique AQUI para fazer suas apostas esportivas

LS - www.autoracing.com.br

Tags
, , , , , , , , , , , , , , , , , ,

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.