F1 – Horner reage aos planos de Ecclestone de cancelar bônus

quinta-feira, 30 de junho de 2016 às 13:02
Christian Horner e Bernie Ecclestone

Christian Horner e Bernie Ecclestone

Christian Horner diz ser improvável que as grandes equipes da Fórmula 1 vão concordar com uma perda de prêmios em dinheiro quando os seus acordos comerciais atuais com Bernie Ecclestone expirarem no final de 2020.

No início desta semana, Ecclestone revelou os planos para mudar a estrutura de prêmios em dinheiro na F1 para depois de 2020 para reduzir as discrepâncias nos orçamentos entre as grandes equipes e as menores.

Sob a atual estrutura, a Ferrari, Red Bull, Mercedes, McLaren e Williams recebem bônus, baseado na sua posição histórica dentro da categoria ou recente campeonato de sucesso, com a Ferrari recebendo a maior parcela em geral nos últimos anos, independentemente do sucesso na pista.

Ecclestone propôs um sistema em que os bônus são cancelados e todas as equipes recebem uma taxa fixa, com prêmios em dinheiro adicionais para a sua posição final no campeonato de construtores.

Mas Horner diz que as equipes de ponta provavelmente não concordarão com uma redução dos pagamentos que recebem, argumentando que Ecclestone deve encontrar receitas adicionais de outros lugares a fim de elevar os pagamentos para as equipes menores, até um nível similar.

IB - www.autoracing.com.br

Tags
, , , , , , , , , , , , , , , , ,

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.