F1 – Horner questiona introdução da nova asa dianteira

quarta-feira, 2 de janeiro de 2019 às 9:01

Christian Horner

O chefe da Red Bull, Christian Horner, não acredita que forçar os novos regulamentos da asa dianteira foi a coisa certa a fazer em 2019. As novas asas dianteiras terão menos elementos e fazem parte de um esquema mais amplo para alterar a aerodinâmica dos carros.

Os novos regulamentos foram introduzidos em resposta ao aumento relatado de ar sujo. Carros difíceis de seguir um ao outro através de curvas, já que os carros com alto downforce, que foram introduzidos em 2017, produziram níveis aumentados de ar turbulento.

O novo regulamento provocou debates controversos, e agora Horner diz que mudar a asa dianteira talvez não tenha sido a coisa mais sensata a fazer, afirmando que era errado acelerar a confirmação.

“Infelizmente havia alguns elementos de um projeto de pesquisa em que Ross vem trabalhando e que foram escolhidos pela FIA para aplicação no próximo ano”, disse Horner, “e infelizmente Mercedes e Ferrari o apoiaram através do Grupo de Estratégia e ele foi aprovado”.

“Provavelmente, em retrospecto, acho que todas as equipes reconheceriam agora que talvez não fosse a coisa certa a fazer. Mas vamos reservar o julgamento até vermos as primeiras quatro ou cinco corridas”.

Os novos regulamentos também visam aproximar o pelotão, em meio à grande diferença entre os três primeiros e o restante do grid. No entanto, Horner acha que isso terá o efeito oposto e criará maiores lacunas em todo o campo.

“Isso afetará a capacidade dos carros seguirem de perto? Talvez um pouco, mas não de forma tangível. E inevitavelmente alguém vai acertar, algumas equipes vão errar. Então, se houver alguma coisa, isso colocará mais espaço entre as equipes. A melhor maneira de alcançar um grid mais apertado é a estabilidade e, em seguida, as equipes se corrigirem e convergirem”.

IB - www.autoracing.com.br

Tags
, , , , , , , , , , ,

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.