F1 – Horner: Comissários acharam a disputa ‘no limite’

segunda-feira, 29 de agosto de 2016 às 13:29
Max Verstappen e Kimi Raikkonen

Max Verstappen e Kimi Raikkonen

Christian Horner, da Red Bull, minimizou a sugestão que as táticas de pilotagem de Max Verstappen precisam ser reprimidas, dizendo que a decisão dos comissários de não investigar dois incidentes controversos envolvendo Kimi Raikkonen durante o GP da Bélgica, deve ser razão suficiente para seguir em frente.

Sob o olhar de um enorme contingente holandês que foi para Spa-Francorchamps, Verstappen teve um dia de corrida cheio depois de colidir com Raikkonen e Sebastian Vettel na primeira curva, onde Vettel culpou Verstappen.

Houve então, reclamações por sua conduta enquanto se defendia de Raikkonen no final da corrida, quando tentavam recuperar terreno, com o holandês cortando o traçado da Ferrari na reta Kemmel e forçando o finlandês a recuar. Verstappen finalmente terminou em 11º lugar com Raikkonen em nono.

Marcando seu segundo contato com Raikkonen em três corridas, Verstappen foi firme em sua visão de que não fez nada errado, apenas para Raikkonen sugerir que ele irá causar um “grande acidente” se nada for feito.

No entanto Horner sente a falta de ação dos comissários na corrida é a prova que a luta foi ‘no limite’ mas em última análise, justa.

IB - www.autoracing.com.br

Tags
, , , , , , , , , , , , , , ,

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.